Hospital Samaritano Campinas realiza cirurgia endovascular com transmissão ao vivo

A realização de cirurgia endovascular, que substitui – quando indicado – os procedimentos abertos, já é realidade nos hospitais Samaritano Campinas e no Santa Ignês, em Indaiatuba. Recentemente, o cirurgião vascular Dr. Guilherme Meirelles e equipe realizaram na sala de Hemodinâmica do Hospital Samaritano de Campinas uma correção de aneurisma e aorta da aorta toraco-abdominal. Considerada a maior cirurgia que existe na área, foi utilizada uma técnica “inusitada” que permitiu o salvamento de uma artéria renal oriunda desse aneurisma. O procedimento foi transmitido ao vivo.

De acordo com Meirelles, foi confeccionada uma endoprotese sob medida para o paciente, com um ramo desenhado para cada artéria visceral (tronco celíaco, artéria mesentérica superior, e renais direita e esquerda). “Devido posição (angulação) e comprimento da artéria renal esquerda esta não permitiu a passagem da endoprotese por via femoral. Portanto, optou-se em realizar o acesso da artéria mesentérica superior e tronco celíaco pela endoprotese fenestrada e as artérias renais utilizando a técnica de Chaminé. As artérias renais foram tratadas com a liberação do stent revestido em paralelo ao corpo da prótese principal, permitindo a correção do aneurisma, e o salvamento do rim do paciente”, explicou.

Com o suporte do serviço de Hemodinâmica e a equipe altamente qualificada da Unidade Coronariana do Hospital Samaritano Campinas, foi possível a realização da cirurgia com sucesso. O paciente já recebeu alta e está curado da doença.

AO VIVO 

A cirurgia foi transmitida ao vivo para o auditório do Hospital Samaritano de Campinas. “Cirurgiões vasculares de vários estados do Brasil puderam acompanhar o procedimento, confirmando mais uma vez, a vocação desse Hospital na vanguarda da cirurgia vascular com realização de cirurgias de alta complexidade e ensino de procedimentos médicos”, finalizou o especialista.