blog

Cuidando de quem cuida

Atendimento com psicóloga pode ser agendado pelo WhatsApp

Para auxiliar os colaboradores a passarem por esse momento de pandemia que está envolvendo a exaustão, o medo, a insegurança e a tristeza, foi implantado no HSC o atendimento psicológico para todos os colaboradores. Para isso, é necessário agendar horário de atendimento, o que pode ser feito pelo WhatsApp 19 99987-0538 ou pelo Ramal 1179.

Uma psicóloga foi contratada exclusivamente para atender todos eles. É um auxílio para aqueles que estão precisando de ferramentas para superar a situação a qual estão passando. O atendimento acontece na segunda, terça e sexta-feira, das 9 às 15h e quarta e quinta-feira, das 17 às 23h. 

HSC promove campanha em prol da Bancada Solidária

Entre os meses de fevereiro e março, o HSC vai arrecadar leite e alimentos não perecíveis. A ação faz parte do projeto Bancada Solidária Taquaral e os alimentos irão compor as cestas básicas entregues nas casas das mil famílias cadastradas pelo grupo e em entidades sociais. As doações podem ser deixadas no Recursos Humanos.

Seo Sebastião, uma das pessoas atendidas pelo projeto 

A Bancada Solidária é uma iniciativa de voluntários que se uniram no ano passado para auxiliar as pessoas em situação de rua e as que estão sem rendimentos devido a pandemia do coronavírus. Tudo começou com um varal com lanches e uma prateleira com alimentos não perecíveis e produtos de limpeza na entrada do kartódromo da Lagoa do Taquaral. A campanha teve uma grande adesão que acabou gerando longas filas e aglomeração para a retirada dos alimentos. Em razão da pandemia, o grupo de voluntários teve que adotar outras medidas para que essa entrega fosse feita. E uma delas foi a união com as empresas para que essa arrecadação acontecesse e pudesse ser entregue de forma segura às famílias.

“Quando vemos o sorriso estampado no rosto das pessoas que atendemos percebemos o quanto é importante e essencial ter alimento em casa. Os sorrisos expressam a pureza e o alivio de não sentir fome. Nós, da Bancada Solidária, pedimos a vocês que nos ajudem a plantar esperança.  Se cada um der um pouquinho, teremos muitos sorrisos iluminando este período de trevas”, disse Nina Güth, uma das organizadoras do projeto.

Telefonia: a base da comunicação do Hospital

O Hospital Samaritano Campinas tem uma equipe de Telefonia, de Central de Vagas e de Agendamento composta por diversos colaboradores que são os responsáveis por realizarem as ligações e transferir as chamadas. Fazem também a triagem e desfecho das solicitações de vagas externas e toda a comunicação entre os setores envolvidos. Recebem as escalas de plantões das especialidades médicas e do Pronto-Socorro além de todo o controle do painel das chaves e de uso do Auditório.

Funciona todos os dias, das 6 às 24 horas, administrando as 90 linhas telefônicas do Hospital. Após às 24h, todo o serviço de telefonia é transferido para Recepção do Pronto-Socorro. “Acredito que Telefonia e a Central de Vagas seja a base da comunicação no Hospital. Eles possuem relação direta com todos os setores. São o primeiro contato dos nossos clientes, sejam eles pacientes, médicos, fornecedores, etc.”, destacou Larissa Lorraine dos Santos Silva, coordenadora da Recepção.

Ela comentou cabe também a essa equipe o agendamento de exames como Ultrassom, Raio-X, Tomografia, Endoscopia/Colonoscopia e Biopsias. “O agendamento funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h e é feito através das linhas telefônicas do hospital e WhatsApp”, falou Larissa.

“A equipe de Telefonia e Agendamento, são setores fundamentais para o bom andamento das atividades diárias do Hospital. São funcionários dedicados ao trabalho, que gostam de fazer parte dessa equipe e dar o seu melhor diariamente aos pacientes”, acrescentou a coordenadora. Para ela, o objetivo é sempre melhorar a cada dia. “Queremos atender o cliente com agilidade, cordialidade e competência para proporcionarmos o melhor em nosso atendimento, seja ele internamente ou externamente”.

Cuidando de quem cuida: HSC tem atendimento psicológico para colaboradores

Nesse momento de pandemia, há cansaço, há exaustão, há insegurança e muitas incertezas. É preciso ter calma e respirar fundo. Nada dura para sempre mesmo sendo o mais difícil dos momentos.

Por isso, para auxiliar os colaboradores a passarem por esse momento da melhor forma possível, o Hospital Samaritano Campinas está oferecendo atendimento psicológico. Uma psicóloga foi contratada exclusivamente para atender os colaboradores. É um auxílio para aqueles que estão precisando de ferramentas para superar a situação a qual estão passando. O objetivo é dar apoio e ensinar técnicas para que os colaboradores possam lidar com as emoções.

O atendimento – destinado a todos os colaboradores – acontece na segunda, terça e sexta-feira, das 9 às 15h e quarta e quinta-feira, das 17 às 23h.  Para ser atendido é necessário agendar pelo WhatsApp 19 99987-0538 ou pelo Ramal 1179.

Escuta Ativa

Outro projeto voltado a saúde do colaborador também acaba de ser implantando no Hospital. É o Escuta Ativa. Nele, é possível encontrar canais para conversar e desabafar. O Recursos Humanos, a Medicina do Trabalho e o Serviço Social estão prontos para lhe ouvir. Quem precisar também, não pode esquecer do CVV (Centro de Valorização da Vida).

Tempo de Casa

Em fevereiro, são oito os colaboradores que estão entre cinco e 25 anos trabalhando no Hospital Samaritano Campinas. A Técnica de Enfermagem, Patrícia Maria Rodrigues Silveira Reis está completando Bodas de Prata!

Equipe de fisioterapeutas: essenciais para a recuperação dos pacientes

O HSC tem uma equipe de prestadores de serviços de fisioterapia composta por 29 profissionais que, diariamente, se dedicam ao auxílio na recuperação dos pacientes. O papel da fisioterapia hospitalar se dá através de uma avaliação minuciosa com checagem de exames laboratoriais e de imagem atuando desde o aporte em oxigenoterapia e ventilação mecânica até na recuperação motora funcional do paciente devido às possíveis complicações.

A responsável pela Equipe de Fisioterapia do HSC, Silvia Inês Ribeiro, acrescentou que dentro do papel do profissional, os principais objetivos são “tratar e prevenir: atrofias musculares, contraturas e deformidades, complicações respiratórias, auxiliar no controle da dor, prevenir complicações da síndrome do imobilismo, auxiliar na indicação e no processo de desmame da ventilação mecânica invasiva e não invasiva, auxiliar na indicação e no processo de desmame da oxigenoterapia, acelerar o processo de alta para evitar infecções hospitalares e promover uma melhor qualidade de vida em pacientes em cuidados paliativos”.

O fisioterapeuta hospitalar atua nas Enfermarias, Emergência e nas Unidades de Terapia Intensiva.  “A responsabilidade é avaliar, desenvolver e colocar em prática os procedimentos para reverter ou amenizar sequelas”, disse a fisioterapeuta, Eslene Fátima de Araújo.

“Nossa rotina hospitalar está voltada para a prevenção, promoção e proteção de disfunções sistêmicas com foco no diagnóstico cinético funcional”, pontuou Everton Willian Benevides Silva, fisioterapeuta da UTI Pediátrica.

COM OS PEQUENINOS

Segundo Camila Tainá Oliveira, da UTI Neonatal, os encantos da fisioterapia Neonatal e Pediátrica se iniciam na humanização. Tudo é pensado na qualidade de vida dos pequeninos. “Dentro dessas unidades há um respeito ainda maior pelos horários de visitas, cuidado com sons, ruídos e luminosidade e possibilidade dos pais realizarem o Método Canguru com seus bebês prematuros”. A atenção com os pais também é indispensável, tanto na participação deles em algumas condutas quanto nas orientações e troca de informações em relação à criança e sua patologia.

FAZENDO A DIFERENÇA

Os fisioterapeutas estão fazendo a diferença na vida dos pacientes internados na UTI em razão da Covid-19.  Eles têm papel essencial na manutenção e recuperação da função respiratória. Ana Karen Pinheiro, fisioterapeuta da UTI Respiratória, explicou que eles trabalham também para diminuir sequelas cardiorrespiratórias e motoras, devido às grandes complicações da Covid-19.

Para o médico intensivista Dr. Andrzej Wolski, o avanço na área de fisioterapia respiratória ao longo da pandemia do coronavírus foi impressionante. “A capacidade e o conhecimentos dos profissionais do HSC em relação a ventilação mecânica está fazendo toda a diferença para os pacientes com Covid-19”. Ele destacou que “o grupo da UTI é excepcional e eles estão brilhando na era Covid!”. Confira a seguir parte da equipe de fisioterapia do HSC.

Natal Solidário: Colaboradores garantem a magia do Natal para crianças e idosos

A campanha Natal Solidário arrecadou brinquedos, roupas, calçados além de chinelos e caixas de leite para a Associação Beneficente Semeando Esperança e Recanto do Vovô Antônio. As caixas de leite doadas para as crianças da casa de acolhimento foram através da solidariedade do Dr. Afonso Celso C. Soares.

Encanto de Natal: HSC premia os melhores enfeites

O HSC desenvolveu um concurso para incentivar a união, o trabalho em equipe e despertar a criatividade. Denominado Encanto de Natal, a ação contou com a participação dos colaboradores na produção de itens de decoração natalina utilizando materiais recicláveis. De acordo com o Recursos Humanos, ao todo, 30 itens foram produzidos e 40 colaboradores participaram. Foram premiados em dinheiro os três melhores itens de decoração. A escolha se deu por meio de uma comissão formada por integrantes do RH.

Em primeiro lugar ficou a árvore de Natal do Clebson dos Santos Pimentel, técnico de enfermagem da UCO. Ele contou que levou cerca de 20 dias para montar o item com materiais como cano de  PVC e arame de construção. Para fazer as folhas e flores, ele utilizou garrafas pet, caixa de leite e embalagens de produtos de limpeza além de embalagem de material cirúrgico.

“Para revestir todo o arame de construção eu utilizei saco verde de hamper que estavam rasgados e danificados e iriam para o lixo. Já na base eu utilizei ampolas vazias de medicamentos que foram utilizados no Hospital. Na parte embaixo das ampolas de medicamento para não ter contato direto com o chão eu utilizei um pedaço de caixa de isopor que vem medicamentos de empresas que enviam para a farmácia do Hospital”, disse o vencedor do concurso. “Agradeço muito ao Hospital Samaritano pela oportunidade que eu tive de demonstrar um pouco do meu talento. Para mim, isso foi um presente de Natal”, destacou.

A técnica de enfermagem da UCO, Bianca Aparecida Deldote Marques, uma das integrantes da equipe que levou o segundo lugar disse que “o concurso foi interessante. Usamos pneu reciclado, saquinhos, garrafa e caixas de luvas vazias”. A equipe produziu um Papai Noel com pneus. 

Ediram da Silva dos Santos, técnica de farmácia e uma das integrantes da equipe que ficou na terceira colocação disse que o concurso foi genial ainda mais porque os colaboradores produziram os enfeites para o Hospital. “Com uso de bobinas plásticas, caixas de isopor, rolo de papel higiênico, caixa de ovo e de leite, garrafa pet e frascos de medicamentos, fizemos uma árvore de Natal”. “Ficamos muito felizes em termos conseguido o prêmio. Em tempos de pandemia, o concurso veio para aliviar a minha mente. Tirei um tempo para pesquisar e fazer o artesanato”. 

Tempo de casa

Começamos o ano com oito colaboradores completando entre cinco e 20 anos de trabalho no HSC. Fica aqui o registro do nosso agradecimento por todo esse tempo de dedicação e carinho com o Hospital.