Famílias trocam experiências no mês da prematuridade

O Novembro Roxo – mês de dedicado à conscientização sobre a prematuridade – foi marcado pela troca de experiências entre os profissionais do Hospital Samaritano Campinas e as famílias que viveram ou que estão vivendo a prematuridade de seus filhos. O encontro comemorou também o Dia Mundial da Prematuridade, celebrado em 17 de novembro. Uma exposição de fotos dos bebês da UTI Neonatal também fez parte das ações.

As famílias tiveram a oportunidade de conhecer a história da Laura Orbetelli de Oliveira, hoje com 1 ano e 10 meses. Ela nasceu prematura extrema com 29 semanas de gestação e pesando 1.160 kg no dia 26 de janeiro de 2020. Ficou internada na UTI Neonatal e na UTI Pediátrica durante 9 meses. “Os médicos nos falaram que ela tinha um quadro incompatível com a vida”, contou o pai, Henrique Melo de Oliveira.

Andreza Orbetelli de Oliveira, mãe da Laura, disse que a criança teve necrose total do intestino, passou por cuidados paliativos durante 37 dias. Ao longo dos 9 meses, foram 11 infecções, 4 cirurgias e 7 intubações. Além de anemia profunda, desidratação e desnutrição extrema. Teve muitos altos e baixos em decorrência de uma série de situações. “E, sem explicação, durante um dos inúmeros exames aos quais Laura foi submetida, ela tinha um intestino novo com 80 centímetros, não apresentava mais a cardiopatia e tem uma saúde perfeita e sem sequelas”.

“O período da internação da Laura foi muito difícil. Sempre confiando em Deus acreditamos que Ele enviou anjos através dos funcionários do Hospital. Uma equipe muito boa, competente, amorosa e que nos ajudou a confiar e conseguimos passar por tudo isso”, disse Andreza. Ela ressaltou que “todas as equipes e profissionais não cuidam só da criança internada, mas, da família dela também”. “Tenho uma gratidão eterna a cada um deles. E torço para que eles continuem com esse trabalho de excelência e dedicação”.

“O atendimento que recebemos durante o período de internação foi muito bom. Os profissionais foram, em sua maioria, carinhosos, atenciosos e sensíveis a situação que passamos. É uma equipe que merece todo tipo de reconhecimento. Nos deram todo apoio e orientações”, destacou Henrique. E, em meio a uma pandemia, o Hospital – diante da gravidade do caso – permitiu que sua irmã Vitória pudesse conhecer e visitar Laura. A família é de Paulínia.

Após mais de 30 anos, Sandrinha do SAME se despede do HSC

O dia 31 de outubro de 2021 foi marcado pela despedida da Sandra Helena Esteves Morais de Jesus, a Sandrinha do SAME. Sim, após quase 34 anos trabalhando no HSC, ela deixou a unidade. Mas, foi por um bom motivo: ficar mais próxima da família e aproveitar seus netos, o Pedro de 9 anos e a Manuela de 3 anos.

“A despedida é sempre difícil. Foi uma decisão muito pensada. A pandemia me ensinou a valorizar a família e as coisas simples. Não sabemos o dia de amanhã. Temos que aproveitar o hoje”, contou.

Sandra começou a trabalhar no Hospital aos 22 anos, no dia 09/11/1987. E embora não tenha sido o seu primeiro emprego, foi ali que ela fez carreira e passou boa parte da sua vida. “Comento que, no Hospital, me formei na escola da vida. Fiz a Faculdade Samaritano. Cada dia estudava uma coisa nova e foi o meu maior aprendizado”, disse. 

Ela começou trabalhando no Raio-X, permaneceu por 20 anos, passou pela Revisão de Contas até chegar ao SAME onde se tornou a coordenadora do setor que é responsável pela revisão de prontuários, atendimento às solicitações de pacientes sobre prontuários e arquivo deles.

Paixão

Sua paixão pelo ambiente hospitalar é antiga. Sandra contou que sempre teve vontade em trabalhar em hospital e quando “recebi um convite para fazer parte da equipe aceitei na hora e fiquei até hoje”. “Trabalhar no Samaritano para mim foi uma grande vitória. Uma missão. Sempre adorei o universo hospitalar e fiz tudo com muito amor, carinho e dedicação”.

Em mais de três décadas no Hospital, Sandra mencionou que o comprometimento foi essencial e, para quem vai iniciar carreira na Unidade, ela disse que é preciso “sermos responsáveis e sermos comprometidos pelo que fazemos e, principalmente, termos amor pelo nosso trabalho. Além disso, para quem já atua na empresa é importante ter empatia com quem está chegando e com os pacientes. Sempre se colocar no lugar da outra pessoa. Precisamos dar muito carinho e atenção”.

Moradora de Valinhos, Sandrinha é casada, mãe de dois filhos gêmeos e avó de um menino e uma menina. E o que ela mais gosta de fazer? Ficar com a família!

Equipe faz festa surpresa

Sua equipe preparou uma festa surpresa de despedida. Ela aconteceu no dia 27 de agosto e foi repleta de muito carinho. “Eu adorei. Recebi mensagens e para mim, foi muito importante. Uma grande prova de amor”, disse emocionada.

“Gostaria de agradecer ao Hospital Samaritano (colaboradores e diretores). O Hospital foi o meu segundo lar e pelo tempo que estive, sempre recebi muita consideração da direção. E o carinho que tive da Dona Marcia e do Dr. Ricardo me fez sentir como membro da família. Nada vai mudar esse sentimento que tenho por todos eles. Carregarei para sempre comigo”, finalizou. 

Depoimentos

Sandrinha é uma pessoa muito querida e vai deixar saudades. Confira alguns depoimentos dos seus colegas de trabalho.

“Eu e Sandra trabalhamos juntas no SAME por muitos anos. Foi um aprendizado que nós duas vivenciamos todos os dias. No decorrer desses anos, aconteceu uma grande amizade de muito respeito e companheirismo. Eu só tenho que agradecer o convívio e o privilégio de tê-la como coordenadora e amiga por todos estes anos. Juntas, passamos momentos únicos de sacrifício, de luta, de conquistas e de verdadeira amizade. Momentos esses que nunca esqueceremos.” – Marivalda Alves de Carvalho / SAME

“Sandrinha, seu carisma, paciência e humildade moveram os bons resultados da nossa equipe. Uma grande referência de liderança. Hoje, você leva consigo parte de mim, mas, eu fico também com parte de você para sempre guardada no meu coração. Minha eterna gratidão a você.” – Valeska Ditscheiner / SAME

“Uma das qualidades mais importante e essencial de um líder é o espírito do trabalho em equipe. E a Sandra tem isso. Ao longo de todo esse tempo coordenando o setor e com toda a sua simplicidade, ela estabeleceu uma relação de amizade com a sua equipe. É uma profissional que nunca deixa ninguém sem resposta. Que Deus a abençoe nessa nova etapa e obrigado por compartilhar esses anos conosco.” – Dr. Sérgio Pinotti / Diretor Técnico

“Foram quase 35 anos nesse Hospital. Passando por diferentes diretorias e administrações. Sandra desenvolveu uma visão geral trazendo soluções e segurança na resolução da demanda não só do seu setor. Minha convivência com ela nos últimos quatro anos trouxe a certeza de que todos os dias podemos ter a paixão no olhar que temos no nosso primeiro dia de trabalho numa nova empresa.” – Valquiria Guedes / Gestora Administrativa

“Pelo caminho vamos acumulando experiências, encontros, vitórias, derrotas e amizades. Assim foi com a Sandra. Essa pessoa maravilhosa que tive o privilégio de conviver. Vai Sandra! Segue seu caminho, um novo ciclo se inicia em sua vida. Guarde para sempre esse tempo que você viveu aqui.” – Dr. Ciro Lucena / Diretor Clínico

HSC apoia Campanha Setembro Amarelo

Setembro Amarelo é a campanha que marca o mês dedicado à prevenção ao suicídio. No Brasil, ela é uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), da Associação Brasileira de Psiquiatria e do Conselho Federal de Medicina.

O Hospital Samaritano de Campinas apoia esta campanha pela valorização da vida. Reforçando que sempre é possível recomeçar. O Recursos Humanos está de portas abertas para ouvi-lo, assim como a Medicina do Trabalho e a nossa equipe de Assistentes Sociais. Na semana da Campanha, o HSC vai promover uma palestra que será divulgada, em breve, pelo RH.

Além das ferramentas de apoio e suporte do Hospital, existe o CVV que atende voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. O atendimento é feito por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias, através do telefone 188 ou pelo endereço cvv.org.br.

Colaboradores terão treinamento sobre atendimento ao cliente

Entre outubro e novembro, está programado para acontecer o treinamento “Atender Bem Faz Bem”. A organização é do Recursos Humanos e da Gerência Administrativa do Hospital e a ideia é reforçar a importância do atendimento de excelência e dar ferramentas para que ele se torne um diferencial.

O treinamento está sendo planejado com toda a atenção que os colaboradores merecem. Vai ser realizado em um hotel e contará com a presença do palestrante Euclides Germiniani Neto da Amplie.se. Será um dia inteiro de aprendizado sobre o tema. Os colaboradores serão divididos em grupos e cada grupo participará em uma data.

CIPA e SESMT reforçam ações de prevenção contra o coronavírus

A CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e o SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho) estão promovendo uma nova campanha de prevenção ao coronavírus dentro do Hospital. Denominada “A pandemia ainda não acabou”, as ações estão acontecendo principalmente no Refeitório com orientações e informações sobre os cuidados. Cartazes também foram colocados em diversos locais do Hospital. A ideia é relembrar os colaboradores sobre a importância de continuar com as medidas protetivas e de enfrentamento da pandemia.

HSC tem campanha de Prevenção de Acidentes de Trabalho

O dia 27 de julho é marcado pelo Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho e, para celebrar a data, os membros da CIPA em ação conjunta com o SESMT realizaram uma campanha de incentivo ao uso de EPI´s e consequentemente, prevenção de acidentes.

“Promovemos uma ação de conscientização e prevenção relacionada aos acidentes de trabalho com foco nos acidentes perfuro cortantes para todos os colaboradores do Hospital”, comentou Cléia Prates Xavier Ventorin, membro da CIPA 2021 e coordenadora do SND.

A campanha contou com interação os colaboradores na entrada e saída da jornada de trabalho, exposição dos dispositivos para coleta e transporte de perfuro corantes e suas ações corretas de descarte e manuseio além da divulgação sobre a importância da prevenção dos acidentes em diversos meios de comunicação interna do HSC como cartazes, e-mails e grupos de WhatsApp.

“Nossa ideia foi que, além de receberem informações sobre ações de prevenção de acidentes, os colaboradores compartilhassem com os colegas. Acreditamos que conscientizar é o melhor caminho para prevenir”, completou Cléia.

VOCÊ SABIA?

Acidente de trabalho é aquele que ocorre durante o serviço ou no trajeto entre a residência e o local de trabalho, provocando lesão corporal ou perturbação funcional, acarretando a perda ou redução da capacidade para o trabalho e, em último caso, a morte. Para os profissionais de saúde, que salvam vidas, evitar esses tipos de acidentes é muito importante.

A data (27/07) é símbolo da luta dos trabalhadores brasileiros por melhorias nas condições de saúde e segurança no trabalho e tornou-se oficial em 1972, depois de regulamentada a formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho.

Estudo realizado no Hospital Samaritano Campinas aponta redução de risco de morte devido à Covid-19

Imagem ilustrativa

O Hospital Samaritano Campinas participou do estudo do Hospital Israelita Albert Einstein que analisou o uso do medicamento tofacitinibe da Pfeizer para a diminuição dos riscos de complicações em razão da Covid-19. 28 pacientes do Hospital Samaritano que estavam internados com pneumonia por Covid-19 fizeram parte da pesquisa, que aconteceu entre setembro e dezembro de 2020.

No dia 16 de junho, foi publicado um artigo na revista médica de maior impacto no mundo The New England Journal of Medicine que mostra o resultado do trabalho realizado. Segundo a publicação, o tratamento feito com o medicamento tofacitinibe conseguiu reduzir em 37% a chance de morte ou de piora no quadro de insuficiência respiratória em pacientes com Covid-19.

Durante os ensaios, 289 pacientes internados contra a doença participaram do estudo. 10% deles eram pacientes no Hospital Samaritano Campinas. De acordo com o médico do Hospital, Dr. Hugo Bertipaglia “o Hospital está sempre à frente buscando soluções e melhorias para os seus pacientes.” Em razão da quantidade de pacientes que participaram do estudo, o Hospital Samaritano alcançou a segunda colocação no Brasil no ranking de Centros de Tratamentos incluídos na pesquisa.

O estudo foi capitaneado pelo cardiologista Dr. José Francisco Kerr Saraiva que é diretor do Instituto de Pesquisa Clínica de Campinas em conjunto com médicos do Hospital Samaritano Campinas. Dr. Hugo é subinvestigador desse estudo.

“A utilização do medicamento, associado a tratamento padrão, reduziu o risco de morte ou de insuficiência respiratória em pacientes hospitalizados com pneumonia por Covid-19. Esses pacientes não estavam precisando de ventilação mecânica ou de ventilação não invasiva”, disse Dr. Hugo. “A medicação pode se transformar em um grande recurso contra a Covid-19. E nos trouxe muita alegria porque até então, não havíamos encontrado nenhum outro medicamento que apresentasse esse resultado”. O tofacitinibe é indicado para o tratamento da artrite reumatoide, artrite psoriásica e retocolite ulcerativa.

Conforme trouxe o artigo publicado, do total pacientes, um grupo recebeu 10 miligramas do tofacitinibe por duas vezes diariamente até a alta ou 14 dias de hospitalização. Já o que recebeu o placebo passou pelo tratamento padrão contra a Covid-19. As pessoas que receberam o medicamento apresentaram uma chance reduzida em 37% de morte ou falência respiratória.

Denominada STOP-COVID, a pesquisa foi liderada e coordenada pela Academic Research Organization (ARO) do Einstein em centros brasileiros de tratamento – incluindo o Hospital Samaritano Campinas – em parceria com a Pfizer e publicada pelo The New England Journal of Medicine.

Segurança do Trabalho auxilia na prevenção de acidentes

Abril é considerado como o Abril Verde, o mês de conscientização e prevenção aos acidentes de trabalho. Mas, não é só nesse mês que os colaboradores devem estar atentos. No HSC, existe um departamento que cuida dos fatores de risco e das causas dos possíveis acidentes de trabalho durante as atividades do colaborador. É a Segurança do Trabalho.

De acordo com o coordenador do setor, o engenheiro Carlos Alberto Rochadel, a Segurança do Trabalho também é responsável por definir as medidas de prevenção nos ambientes. “As atividades da engenharia de segurança do trabalho envolvem, educar e treinar os colaboradores, orientar uso e cuidados com os Equipamentos de Proteção Individual, planejar sistemas de trabalho que antecipam os riscos, prevenir acidentes, analisar as causas e as relações com as doenças ocupacionais, além de inspecionar as condições de trabalho e o cumprimento das 36 normas regulamentadoras da Lei Federal”, comentou.

Além de todas essas atividades, a Segurança do Trabalho atende às solicitações do Ministério do Trabalho, Ministério Público, Anvisa, Sindicato da Saúde, Corpo de Bombeiros e demais órgãos fiscalizadores. Rochadel explicou que quando ocorre um acidente de trabalho, o coordenador do setor ou o responsável pelo colaborador, deve preencher um documento chamado FAAT (Ficha de Análise de Acidente do Trabalho), procurar a Segurança do Trabalho para complementar a análise e após a FAAT será encaminhada para Medicina Ocupacional.

E, para que dentro da empresa, o cumprimento das questões relacionadas à Segurança do Trabalho seja efetivado, existe a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) que é composta por pessoas eleitas e indicadas. Essa eleição acontece anualmente e no próximo dia 26 de abril, tomará posse a comissão para a gestão 2021/2022.

O horário de atendimento da Segurança do Trabalho é de segunda a quinta-feira, das 8 às 22 horas e na sexta-feira, das 8 às 18 horas.

Hotelaria preza pela satisfação dos pacientes e familiares

No HSC, a Hotelaria está sempre pensando em satisfazer as necessidades dos pacientes e familiares garantindo um atendimento de qualidade e conforto. É através desse setor que são fornecidas as vagas para internação e todo o acolhimento do paciente, desde a recepção até o quarto. O setor é coordenado por Regina Aparecida Dias, que também coordena o setor de Rouparia, responsável pelo fornecimento de todo o enxoval do Hospital e roupas dos colaboradores.

Cabe a Hotelaria oferecer a administração as respostas sobre o andamento do dia a dia do Hospital. Dessa forma, é possível criar mecanismos e ferramentas para a melhor estadia do paciente e seus familiares durante a internação.

Atualmente, a equipe de Hotelaria/Rouparia é composta por 12 colaboradores. “Nosso serviço é essencial para o tratamento do paciente, desde o acolhimento até a alta”, disse Regina. Para ela, liderar uma equipe tão importante quanto essa é muito satisfatório. “Há anos trabalho no HSC e cresci profissionalmente no Hospital. Cada dia que passa aprendo mais com a minha equipe e vejo também o crescimento profissional de cada integrante. A palavra-chave é amor pelo o que se faz”, completou a coordenadora.

PRINCÍPIO

O princípio básico da hotelaria hospitalar é reduzir o mal-estar do paciente internado em um hospital. Por isso, o conceito está fortemente associado à humanização do atendimento, levando em consideração integridade física, privacidade, respeito aos valores pessoais dos pacientes e qualidade do atendimento.

Nova Ressonância é instalada no HSC

O Hospital Samaritano Campinas tem uma nova Ressonância Magnética. Para abrigar o equipamento, que é de última geração, um espaço anexo ao Hospital foi construído. O acesso ao serviço é tanto interno (pelo Hospital), quanto externo.

O local destinado a realização dos exames foi projetado para garantir a qualidade e um serviço mais humanizado. A sala de exames, por exemplo, tem um painel no qual o paciente visualiza uma bela imagem. Tudo para garantir mais conforto para ele.

O equipamento é de última geração. É capaz de diagnosticar, por exemplo, um AVC, aneurismas, abcessos, nódulos, cistos ou massas, Esclerose Múltipla, hemorragias no cérebro, Parkinson; Alzheimer; Meningite, traumatismos, tumores e outras doenças.

O exame pode ser feito com sedação anestésica, sempre com segurança, precisão e atendimento humanizado e numa estrutura moderna e acolhedora que foi preparada no Hospital Samaritano de Campinas.